"As pessoas se abençoam através da oração" - João Calvino

27/1 └ IGREJA, PRESENÇA DE CRISTO


Por rev. Lucas Guimarães *

“Voltei-me para ver quem falava comigo e, voltado, vi sete candeeiros de ouro e, no meio dos candeeiros, um semelhante a filho de homem, com vestes talares e cingido, à altura do peito, com uma cinta de ouro” (Ap. 1.12-13).

A igreja é a reunião de todos os que creem que Jesus é Senhor e Salvador de sua vida. Ela não é o templo. A igreja são as pessoas em sua disposição de adorar a Deus em Cristo na beleza de sua santidade. A igreja não é um clube de socialização. Ela é a reunião de pessoas em torno do nome de Jesus, que se socializam e se conectam para amá-lo. Sem a presença de Jesus, não existe igreja. Onde ele estiver, aí ela estará!

É estranho que muitos, apesar de se declararem cristãos, não conseguem envolver-se com a igreja. É estranho pelo fato de que a igreja é a reunião dos atraídos por Jesus e para ele. Tão intensa é essa realidade que o próprio Senhor disse que onde estivessem “dois ou três reunidos” em seu nome sua presença estaria no meio (Mt. 18.20). E Paulo disse que Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela (Ef. 5.25). Sem a igreja, não existe a presença de Jesus. A força da igreja encontra-se no fato dela viver a presença de Cristo. Ele se encontra no meio dela dignificando-a, apoiando-a e a abençoando. Onde estiver Jesus, aí estará a igreja. Que maravilha!

Já ouvi pessoas dizendo que saíram da igreja porque foram machucadas por ela e que agora vive sua fé em Cristo sozinhas, pois não confiam mais na estrutura eclesiástica. Dois lamentos são possíveis fazerem aqui. O primeiro é quanto a algo produzido por pessoas da igreja possa ter machucado alguém. O segundo é que um cristão tenha deixado esse mal ganhar força, a ponto de se imaginar poder seriamente viver a fé em Cristo como cristão nominal. O mal brotou e foi regado. Que pena!

Um alerta a cada auxiliadora feminina. Se você sofrer ou constatar o mal se revelando em atitudes de algum membro da igreja, combata esse mal se apegando à fé em Cristo e à comunhão cristã - amor e paz uns com os outros. Não permita que o joio estrague o trigal de Deus, sua igreja. Sair murmurando, é tudo que o inimigo espera e quer. Proteja o coração, tenha discernimento e enfrente a difícil realidade de aceitar que somos pecadores perdoados, mas ainda com potencialidade de causar mal ao próximo e que alguém pode fazer isso a você, mesmo na igreja. Desta forma, quando diante do mal, ore a Deus: Senhor, tem misericórdia de nós, para que haja arrependimento no maldoso e me dá força para continuar aceitando a igreja, como meu espaço para viver sua graça com as irmãs e demais irmãos. 

Olhe para a sua igreja e veja Jesus no meio dela. Preste atenção. Para ele, a igreja é lampião de ouro. Que tesouro! Se Jesus dá valor à igreja, faça o mesmo!


DESAFIO | Manter-me em comunhão com minha igreja e enfrentar as obras do joio, que porventura se revelarem, como cumprimento da Palavra, de forma a não me escandalizar, mas me esforçar para proteger a igreja com minha comunhão com ela.

ORAÇÃO | Orar pela unidade e comunhão da igreja de Jesus em todo o mundo, para que Deus torne-a em espaço onde as pessoas se conectam e se transformam para sempre através da graça e do amor.

_____________

* Adaptado do livro Vencendo e para vencer: devocionais no livro de Apocalipse, do Rev. J. A. Lucas Guimarães, pastor auxiliar da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração (Santos/SP), do Sínodo do Litoral Paulista.

Comentários

  1. Sejamos verdadeiras auxiliadoras submissa ao Senhor Jesus amém

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o caminho: submissão ao Senhor. Deus a abençoe!

      Excluir
  2. Amém! Que palavra de alerta e força!
    Deus abençoe!
    Miltes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus a abençoe e a capacite para amar Jesus e o tornar amado!

      Excluir
  3. Muito bom glória a Deus, é bom estarmos no mesmo Espírito

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas